Jacó e seu Reencontro com Deus







1º) JACÓ E SEU REENCONTRO COM DEUS - (Gn. 32.22-32) - 

Pode parecer contraditório a afirmação supracitada, mas em que pese Jacó está debaixo da cobertura de Deus e sob os olhos do Altíssimo, o Senhor provocou uma situação para que Jacó soubesse que ele estava em dívida com Deus. É sempre assim, Deus muitas vezes permite situações a nós crentes para que O percebamos melhor. Com Jacó, no vau de Jaboque, um rio pequeno entre o mar da Galiléia e o mar Morto. Jacó já havia orado, (v.9), mas sua consciência lhe apertava ainda para um possível encontro com Esaú, seu até então desafeto, conquanto irmão. Mas enquanto Jacó pensava no encontro com seu irmão, Deus lhe pega pelo colarinho e lhe diz: “Qual é o seu nome? Ele responde: Jacó. Jacó? ah! aquele que enganou a Esaú, seu irmão? Sim”. Disse Deus: A partir de hoje não chamarás mas Jacó, mas Israel, esperto,não combina com quem Deus abençoou. Trapaceiro, não combina com quem Deus ajuda. Já tenho aludido: aquele que se converteu a Cristo Jesus é uma nova criatura. Mudou mesmo. Mudou tudo. Mudou para melhor. (2. Co. 5.17) Outrossim, Jacó também perguntou ao Anjo: Qual é o seu nome? O Anjo nada lhe respondeu, senão o abençoando. O lugar do reencontro de Jacó com Deus, passou a ser chamada de Penuel (face de Deus ou face a face com Deus). Este anjo era o LOGOS, o filho de Deus. (Ex. 3.2) ; (Jz. 13. 21-23) Jacó subiu ao pódio e ficou marcado para sempre. Nome antiguidade significava caráter. Quem sabe alguém está precisando mudar de nome?

2º) JACÓ ENCONTRA-SE COM SEU IRMÃO –(Gn. 33. 1- 11). - 
Lindo texto. Maravilhoso quadro. Forte encontro de dois irmãos, depois de vinte anos. Aliás, o encontro dos dois foi emocionante, da parte de Jacó especialmente, porque ele tivera um encontro primeiro com Deus. É interessante notar que Esaú veio ao encontro de Jacó com 400 homens. Para que? Armados para que? Para uma desforra? Não, não. Esaú, por motivos que desconhecemos certamente se fez acompanhar de tantos para mostrar ao irmão o seu apreço. O fato dos dois se lançarem a um forte abraço e se beijarem com lágrimas, só pode ter sido por algo espiritual de ambos os lados. Quem sabe, você está arrastando consigo uma mágoa de anos, uma dor de muito tempo e um ódio que lhe consome. Deus pode estar dizendo para você. Corra para o seu irmão ou desafeto e dê-lhe um abraço. Você poderá ficar curado de tantos males emocionais.

3º) JACÓ PÁRA EM SIQUÉM – (Gn. 33.18 a 34. 1, 2; 25, 26, 27).  - 
Que tragédia para Jacó. Que desgraça para o velho pai, ver sua filha desonrada e seus filhos vingando-se de quem a desgraçou e de muitos outros. É sempre assim um abismo chama outro abismo. Simeão e Levi, lavaram a honra de sua irmã mas trouxe temor para toda família. “Então disse Jacó a Simeão e a Levi: Tendes-me perturbado, fazendo-me odioso aos habitantes da terra, aos cananeus e perizeus. Tendo eu pouca gente, eles se ajuntarão e me ferirão; e serei destruído, eu com minha casa. Ao que responderam: Devia ele tratar a nossa irmã como a uma prostituta?” (Gn. 34.30, 31).

4º) JACÓ É CONVIDADO POR DEUS PARA SUBIR A BETEL - (Gn. 35.1-) - 
-). Aliás, Jacó não deveria ter parado em Siquém. A ordem de Deus para ele era de voltar às origens ou à Betel. Não tivesse ele parado em Siquém, certamente não presenciaria tamanha desgraça. Tem muita gente parando nas Siquéns da vida, quando deveria voltar depressa para a Casa de Deus ou subir a Betel. Jacó subindo para casa de Deus descobriu que havia deuses estranhos em sua família. Suba para a casa de Deus e os deuses estranhos deixarão você.

CONCLUSÃO: - 
Jacó havia dito para Deus em voto: “Fez também Jacó um voto, dizendo: Se Deus for comigo e me guardar neste caminho que vou seguindo, e me der pão para comer e vestes para vestir de modo que eu volte em paz à casa de meu pai, e se o Senhor for o meu Deus, então esta pedra que tenho posto como coluna será casa de Deus; e de tudo quanto me deres, certamente te darei o dízimo”.(Gn. 28.20-22). Vinte anos depois, o havia esquecido. Deus lhe permitiu tantas oportunidades para cumprir seu voto até que um dia ele lembrou-se de “EL BETHEL”, Deus da casa de Deus. É tempo de reencontra-se com Deus.

O GALARDÃO

Estes dias estava fazendo um estudo sobre algumas coisas da Palavra de Deus e me veio ao coração em esta falando sobre algo que nos espera nos Céus, Uma promessa que o próprio Jesus Cristo fez; isso é para os vencedores, quero estar lhes falando sobre o Galardão, ou seja, “Recompensa”.  

Galardão e o seu significado: Obter uma Recompensa de Serviços valiosos;
Receber um Prêmio merecido;  Obter honra por ação ou ato de bravura;
Receber Glórias por seus atos. <= Algo dado aos Vencedores=> Uma vitoria pelos seus atos.

O novo testamento fala, com freqüência, de galardão futuros reservados para os cristãos.
Trata-se de recompensas ou prêmios, e estão disponíveis a todos. 
Em Apocalipse 22:12 E, eis que cedo venho, e o meu galardão está comigo, para dar a cada um segundo a sua obra.

Aqui destaco alguns Tipos de Galardão:

COROA INCORRUPTIVÉL :  ICOR  9:25 E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.
Reservado aos que tem autodomínio.

COROA DA VIDA : AP 2:10 Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.
Reservado aos ministros que presidem com fidelidade.

COROA DE GLORIA : IPED 5:3 Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.
Reservado aos que amam a sua vinda.

COROA DE JUSTIÇA: IITM 4:8 Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.
Utilizadas nos julgamentos.

PEDRA BRANCA : AP 2:17 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer darei a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.
Utilizadas por pessoas especiais, utilizada pelos vencedores.

Lembrando que Galardão não é Salvação, mais pela Salvação garantimos o Galardão!
È igual a Fé sem as Obras, ela é morta.

NOTA: É importante que se deixe bem claro que o galardão não tem nada a ver com a Salvação; A Salvação é recebida por fé no senhor Jesus e graças a sua obra consumada na cruz.
   Nada podemos fazer, de nós mesmos, para recebermos a salvação ou para nos mantermos de posse dela.
  Trata – se de um dom de Deus. E quanto as nossas obras aqui, dentre as quais as que são segundo a vontade de Deus serão por ele recompensadas;
  Naquele dia entenderemos que nada fizemos de nós mesmo: Foi ele mesmo que fez tudo e só nos usou como instrumentos.
  À principio não mereceria tais recompensas, pois foi tudo obra dele, mas seu amor deseja concede-las e, com alegria, a receberemos.
 
Não é o galardão o nosso principal objetivo mas cada um de nós deveria estar pronto a dizer que é o amor de cristo que nos constrange a fazer algo por ele
II cor : Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo todos morreram.

Deus abençoe a sua vida e que venhamos alcançar o nosso galardão juntos.
Assinado: Marcelo Salvador 

O PECADO DEIXA O HOMEM CEGO

Se você encontra uma pessoa e a pergunta-lhe, você vai para onde quando morre, ela de imediato vai fala “pro céu”, ninguém quer ir para o inferno, muitos pensam que dá maneira que está vai entra no céu, no livro de mateus capitulo 7.13,14 Jesus diz que homem tem que se esforça para entrar pela porta estreita, meus querido o homem tem que deixar de viver da maneira que lhe agrada, e deve viver para cristo, pois o viver e de Cristo e morrer e lucro.
“Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; E porque estreita é a porta, e apertado o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem”.
Se continuar a viver na sua concupiscência da sua carne, o único lugar que chegará e no inferno, o cego de Betsaida foi trazido para Jesus ele até ali não tinha expectativa de vida, nem esperança. De que maneira você conduz a sua vida, com Jesus, ou sem Jesus. Muitas das vezes somos carregador para lugares que só nos destrói.
Marcos 8.22-30: “E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um cego, e rogaram-lhe que o tocasse.
E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa.
E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam.
Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem claramente.E mandou-o para sua casa, dizendo: Nem entres na aldeia, nem o digas a ninguém na aldeia.
E saiu Jesus, e os seus discípulos, para as aldeias de Cesaréia de Filipe; e no caminho perguntou aos seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens que eu sou?
E eles responderam: João o Batista; e outros: Elias; mas outros: Um dos profetas.
E ele lhes disse: Mas vós, quem dizeis que eu sou? E, respondendo Pedro, lhe disse: Tu és o Cristo. E admoestou-os, para que a ninguém dissessem aquilo dele”.
Jesus pegou na mão daquele cego, não tinha nenhum valor perante a sociedade, Jesus ele valoriza o homem ergue do monturo o desgarrado, abrir os olhos do cego, para vê caminho largo que leva para a morte eterna.
Ele curou às vista física daquele homem, hoje ele que cura às vistas espirituais sua! Ele continua a cura, a dá vida, somente ele pode mudar sua vida.

Por Valdeney Bastos

COMO TOMAR UMA DECISÃO

Apocalipse  3:20 – Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.
A vida é feita de decisões que determina sucesso ou fracasso, ganho ou perda, vitória ou derrota, enriquecimento ou empobrecimento, quer material quer intelectual.
Na vida espiritual não poderia ser diferente: precisamos decidir se queremos ou não a DEUS.
DECISÃO: Decidir implica escolhas e  opções, às vezes nem sempre fáceis de fazê-las. Isto porque decidir relaciona-se com atitude, postura, uma tomada de comportamento, o qual, por si só, já se constitui uma decisão.
Portanto, decisão é ação é um compromisso que se faz consigo mesmo ou com alguém, de modo a cumpri-lo.
Todos nós temos necessidade de fazer uma decisão pessoal:
° Podemos ser bons.
° Batizados quando criança.
° Ter nascido num país cristão.
Tudo isso não significa uma decisão.
COMO ENTENDER O TEXTO?
Quem vive na casa? Cada homem é dono do seu próprio coração!
Você é o dono da casa!
Quem é o visitante? O CRISTO histórico.
O que Ele esta fazendo?
- Ele está batendo, esta pedindo, convidando-Se para entrar Ele não desiste de você ”...e bato”. Ele não arromba, não entra à força; Ele bate e espera sua decisão.
- Comunica-se com você: “Eis que estou à porta”.
O que deseja fazer?
- Ele quer entrar na sua vida, no seu coração: “... entrarei... cearei com ele e ele Comigo”. CRISTO quer fazer parte do seu dia a dia, Ele quer ter intimidade contigo, afinal não é qualquer um que levamos para nossa casa, e oferecemos um jantar, só para pessoas intimas da casa, da família.
-Ele quer perdoar e salvar, abrindo o seu coração e derramando luz.
1.     O que precisamos fazer?
Ouvir. Há muitas formas de DEUS falar conosco.
° através de situações.
° através da pregação da Palavra.
° através de fatos sobrenaturais.
Abrir. A vocação vem de dentro. A vontade é do homem.
·        O ato de abrir evoca uma atitude conseqüente a uma decisão.
·        Abrir seu coração pode significar deixar o preconceito, a desconfiança, a vergonha, o orgulho e ouvir o que DEUS tem para você.
Para abrir a porta para JESUS, você precisa tomar alguma posição, quais sejam:
·        È um ato definido.
·        È um ato individual: “se alguém abrir”
·        È um ato único. Se Ele entrar, não sairá mais.
·        È um ato urgente. “se hoje ouvirdes a sua voz” (Hebreus-3:7).
·        È um ato indispensável. Se alguém não nascer de novo, não poderá ver o reino de DEUS. (João-3:3).
Um certo pastor, numa pequena cidade do interior, tentava evangelizar um médico da mesma cidade. Este médico desprezava a Palavra as palavras do pastore nem o queria ouvir, pois era um homem rico e próspero; além disso, um homem simples como aquele pastor não iria-lhe acrescentar nada.
Um dia, um comerciante da cidade faleceu e, durante o velório, no qual estava também o médico, o pastor, aproximando-se do cadáver, começou a conversar com o morto:
- Como vai Sr. Fulano? O Sr. Ainda quer vender aquela pena área adiras da sua casa? Eu tenho alguém interessado. O senhor gostaria de conversar a respeito?
O médico, sem entender nada, foi do riso à indignação e disse:
- Você está louco” Este homem não pode lhe responder, não pode ouvi-lo. Ele está morto.
O pastor lhe respondeu:
- assim como você não pode ouvir nem responder ao chamado de DEUS, pois esta morto em sua arrogância e prepotência.
Eu creio que aquele médico, rico, orgulhoso e tão “sabido”, não contava com a ousadia do pastor, que de uma forma ainda mais inteligente, mostrou que ele assim como o defunto estavam mortos. Mas que ele estava morto no seu espírito, como muitos estão mortos, sem saber vivendo de acordo com sua arrogância, prepotência, ativismo.
Eu não sei como você esta agora, mas independente de como estiver abra seu coração para que DEUS entre em sua vida, Ele está a porta e bate, de uma oportunidade pra você mesmo de ser feliz e ter sua vida transformada pelo poder e acima de tudo pelo amor de CRISTO.
Ore assim comigo agora:
SENHOR meu DEUS e PAI, em nome do teu filho amado JESUS CRISTO, eu peço perdão pelos meus pecados, conscientes e inconscientes, por atos cometidos na minha vida que possam ter causados danos espirituais a mim e a minha família, por tudo que disse, e por todas as oportunidades que o SENHOR me deu através de seus servos que vieram pregar a tua Palavra e eu não quis ouvir.
Eu reconheço que estou como aquele médico vivo mas morto espiritualmente, por isso eu reconheço que preciso de tua presença em minha vida, hoje eu reconheço que JESUS CRISTO é teu filho SENHOR  e que morreu naquela cruz no meu lugar.
Eu abro a porta do meu coração e da minha vida SENHOR entra e faz morada permanente em mim eu te RECEBO COMO MEU ÚNICO E SUFICIÊNTE DEUS, reina em mim e através de mim para a glória do teu Santo Nome. EM NOME DE JESUS, AMÉM, AMÉM, E AMÉM...
Se você fez está oração, procure a igreja evangélica mais próxima de sua casa, diga ao pastor que você fez esta oração e quer congregar lá.
QUE DEUS TE ABENÇOEMUITO...

Fonte: Homem Apostolico

QUEM CRÊ EM DEUS PODE TER DEPRESSÃO?

A depressão é uma doença séria que, especialmente nas últimas décadas, tem atingido pessoas de todas as idades, classes sociais, religiões, sendo considerada um mal do século 21. Ela pode levar o indivíduo a um estado de agonia e melancolia profundas e até ao suicídio.

Do ponto de vista médico, a depressão, ou transtorno depressivo maior, é um problema que tem diversas causas e que se apresenta com uma grande variedade de sintomas. Os mais comuns são humor rebaixado, acompanhado de tristeza, angústia e sensação de vazio, e redução da capacidade de sentir satisfação/prazer.

Existem vários tipos de depressão; as mais conhecidas são a depressão maior, a crônica (ou distimia), a atípica, a pós-parto, a sazonal (durante estações do ano), a menstrual e a senil.

A depressão é um problema endógeno (bioquímico e emocional) que altera a forma como a pessoa enxerga a si própria e os outros, interpreta a realidade e manifesta suas emoções. Essa disposição mental normalmente afeta todo o metabolismo da pessoa, podendo diminuir sua imunidade e aumentar a chance de ela desenvolver doenças como infarto, derrame e diabetes, por exemplo.

Trata-se de uma doença de fundo psicobioemocional, que afeta a autoestima e a autoimagem da pessoa, a fisiologia do corpo e da mente dela, comprometendo seu raciocínio, sua memória e concentração. Assim, alguém em estado depressivo normalmente não tem vontade de fazer nada e pode ver-se dominado por desânimo, apatia, desesperança, sentimentos de perda e fracasso, falta de energia ou impaciência para realizar até as tarefas mais simples, como tomar banho, ver televisão ou comunicar-se com alguém. E, se não houver um tratamento adequado, o quadro depressivo poderá perdurar por semanas, meses e até anos, prejudicando a saúde e os relacionamentos da pessoa e gerando consequências irreversíveis.

Às vezes, essa doença demora a ser diagnosticada e tratada devido à dificuldade de sua identificação, tendo em vista os diversos sintomas e o preconceito com que o problema é encarado tanto na sociedade como na igreja.

Um dos principais motivos de as pessoas deprimidas terem receio de procurar algum tipo de ajuda é o fato de temerem ser estigmatizadas pela família, pelos amigos ou colegas de trabalho que, por falta de informação, costumam confundir depressão com frescura, preguiça, desmotivação e incapacidade de lutar pela vida, ou problemas espirituais.

A pessoa deprimida ¬fica triste e apática, e pode deixar de orar, de ler a Bíblia, de ir à igreja, e até ser levada a pensar que Deus a abandonou. Então, no meio eclesiástico, ela pode ser rotulada como “espiritualmente fraca” por aqueles que não compreendem as causas e a gravidade da depressão e costumam espiritualizar tudo, considerando todas as doenças psicoemocionais como obra satânica.

Mas a verdade é que a depressão pode atingir qualquer um. Sendo o homem é uma unidade psicossomática, tem um corpo, uma alma e um espírito, que estão intrinsecamente interligados. Por isso, doenças emocionais e espirituais podem acarretar enfermidades físicas, e vice-versa.

Existem inúmeras doenças psicossomáticas causadas por culpa devido a pecados não confessados (Salmo 32). No entanto, nem toda enfermidade mental ou emocional é causada por culpa ou por espíritos malignos. É preciso investigar cada caso, para averiguar a causa do problema e buscar o tratamento mais adequado.

Toda pessoa com bom senso sabe que regularmente deve consultar médicos, fazer exames e check-ups de saúde, e buscar aconselhamento com um neurologista, psiquiatra, psicólogo, se perceber que necessita de um tratamento terapêutico e medicamentoso.

Não há nada de vergonhoso nisso; ao contrário, quanto antes ela identificar o problema e buscar uma solução, mais rápido será a saída do túnel escuro da depressão.

Jesus, de modo indireto, validou o trabalho dos médicos quando disse, em Mateus 9.12, que os sãos não necessitavam de médico, e sim os doentes. Se você se encontra oprimido pela depressão, procure ajuda de um médico imediatamente e ore a Deus, pedindo-lhe que oriente seu tratamento e o abençoe com a cura.

Isso não significa que Deus não possa intervir e curar integralmente a pessoa depressiva. É claro que Ele pode e tem poder para isso! Contudo, também pode usar a medicina, os médicos e os medicamentos, como instrumentos de cura para as pessoas depressivas.

Em suma, sempre é bom combinar o tratamento espiritual, com o emocional e o físico. Isso é indispensável à nossa saúde integral!
SUGESTÕES DE LEITURA:
1 Reis 18—19; Salmos 38; 116; Eclesiastes 9.2; Tiago 5.17



Pr. Silas Malafaia

Pr. Silas Malafaia é psicólogo clínico e conferencista internacional.

PROFETAS DE BAAL OU PROFETAS DE ALUGUEL

Escrever um artigo inteligível e de tema tão estranho como o acima epigrafado não é tarefa muito fácil. Porém, escudado pela Bíblia, lançaremos com clareza e inerrância as provas bibliocêntricas de que, tanto no passado como hoje, muitos profetas vivem a profetizar segundo o desejo de um homem, de um grupo ou de uma elite, prestando-se a um papel repugnante, vulgar, pretensioso e hipócrita.

PROFETAS DE ALUGUEL

Denominação de "profetas de aluguel" os profetas de Baal (Baal era uma divindade pagã que os Israelitas encontraram na região da Palestina quando lá chegaram), que tinham como função principal apoiar religiosamente o rei (no nosso caso o rei Acabe), dizendo exatamente aquilo que ele desejava ouvir. (veja Nm. 22.38- o caso Balaão).
Estes profetas tinham como recompensa pelas suas falsa profecias o seguinte: 1) a honra de estarem perto de rei, onde quer que ele fosse; 2) alimentarem-se de seu manjar; 3) o serem chamados profetas; 4) serem aplaudidos pelas suas mentiras, etc.
Esses profetas de aluguel ainda se encontram em nosso meio. Para reconhecê-los, basta sabermos o seguinte:
  1. SÃO INSENSATOS: Tal qual os profetas de baal, tais homens profetizam segundo a vontade do rei e não segundo Deus.
    Assim como os profetas de Baal só profetizavam depois de tomarem conhecimento da vontade do rei (I Rs 22.3), estes também só dizem aquilo que têm percebido ser a vontade dos "Grandes líderes". Não importa a eles se está certo ou se é a vontade de Deus, o que importa são os "pontos" que eles vão aparecer mais que o outro. O verso 6 diz que todos profetizavam a "uma só voz"(uma só coisa) e isto com o intuito de agradá-lo.
  2. ERAM FALSOS: Falsos porque não falavam segundo Deus, mas segundo o coração do rei; tal como são falsos todos aqueles que falam com o único propósito de agradar ao homem (salvo quando este está revestido do Espírito de Deus e de humildade, demonstrando estar no centro da vontade de Deus). O verso 7 mostra-nos que o Rei Jeosafá os reconheceu facilmente depois que eles profetizaram: "Não há aqui algum profeta do Senhor para o consultar-mos?"
    Quando estão por aí autenticando com selo falso como se fossem do Espírito Santo as atitudes daqueles que julgam poder lhes dar alguma recompensa? Muitos, porém, a "todos será manifesto o seu desvario". 2ª Tm. 3.9.
  3. ANDAM À CATA DE HONRA: O verso 10 diz que estavam em seus respectivos tronos os reis, Acabe e Jeosafá e todos profetizavam "DIANTE DELES". Não é isto uma busca de honraria? Não estão em nossos dias um abastado números desses prosadores brigando para falarem "bonito" na frente dos "grandes líderes"!? O que esperam eles? Por certo esperam receber as recompensas das banalidades de cargos sem nenhum valor eterno, (têm valor sim, porém terreno). Ou serem impostos onde Deus não preparou para eles.
  4. ERAM INESCRUPULOSOS: Inescrupolosos porque para alcançarem seus objetivos (viverem às custas do rei) estavam dispostos até a agredir os verdadeiros profetas de Deus Vs 24. Naquele tempo, com agressão física; hoje com palavras, atos baixos de difamação, zombaria, menosprezo, etc.
  5. ERAM ACOBERTADOS PELO REI: Mesmo sabendo ser o Profeta Micaías o único profeta verdadeiro, Acabe nada fez para conter a agressão de Zedequias ou para reprimí-la. Nada fez porque lhe agradava sua atitude, visto estar agindo em sua defesa. Pergunto: Não seria este o motivo pelo qual muitos de nossos "MICAÍS" deixaram de falar em nossos "Encontros", congressos e confraternizações?
  6. PALAVRAS SEM CUMPRIMENTO: O verso 6 mostra-nos profetizando o bem e a vitória de Acabe. Já os versos 36 e 37 autenticam a falsidade de suas palavras e que a profecia dos quase quatrocentos não pode diante da verdade salutar revelada a um único servo de Deus, (Micaías). Enquanto não se deflagrou a guerra entre os dois exércitos, os falsos prevaleceram, mas vindo o tempo oportuno, Deus levantou a "cabeça de Micaías".
Podemos no uso da força, do imperialismo, dos arranjos, das estratégias, das negociações, manter ou fazer prevalecer nossa posição ou privilégios; virá porém a hora de apearmos do pedestal que não nos pertence, e a nossa palavra cairá no vazio e todos saberão que usamos o nome de Deus em proveito próprio.
Que Deus nos livre de no tornarmos "Profetas de Aluguel"

HOMENS QUE ALUGAM PROFETAS

Se é incrível alguém prestar-se como "profeta de aluguel", imaginemos aqueles que, como o rei Acabe, estão à procura de profetas para alugar, oferecendo-lhes os banais cargos de nenhum proveito e as honras fictícias que roubam as verdades que nos esperam no Céu.
Ao observarmos o comportamento do rei Acabe no capítulo 22 de I Reis, verificamos a correlação estreita entre eles. Vejamos suas tática:
1ª) Acabe deixava vazar seus planos, seu desejo, sua vontade. Vejamos o que diz o verso 3 "E o rei de Israel disse aos SEUS SERVOS…" que eram presos, encabrestados, agrilhoados pelo interesse que tinham de fazer a vontade do rei).
Esta é a tática número um dos que têm profetas de aluguel. Eles dizem: "Deus me falou…; Deus me revelou…; o Anjo do Senhor me orientou…"etc.(Longe de mim seja transparecer para aqueles que verdadeiramente têm tido grandíssimas e abençoadas revelações de Deus, que não creio em revelações, pois o que não podemos é usar isto como tática para fazer prevalecer um desejo que é particularmente nosso em nome de Deu). Porque tal qual Acabe, eles o dizem para os SEUS SERVO e não para os verdadeiros servos de Deus, já que estes são e não se macomunam com o mal, nem falam para agradar a homens mas a Deus At. 5.29.
2ª) A Segunda tática é Ter um grupo numeroso para apoiá-los. O verso 6 diz: "Então o rei de Israel ajuntou os profetas até quase quatrocentos homens.
A autenticidade não era a autoridade dos profetas, mas o número de homens que diziam a mesma coisa em favor da idéia do rei.
Este grupo falava, aplaudia, ovacionava, elogiava a pessoa do rei. Eles eram alugados, Diante de tanto aparato, de tanto apoio, acabavam prevalecendo os desejos do rei, e o povo incauto, sem conhecimento ou força para protestar, aceitava esses homens como profetas.
É muito perigoso para os que se utilizam desta prática. A bíblia diz em Gl. 6.7 "Tudo quanto o homem semear, ele ceifará". Hoje fazem um grupo para defender seus interesses em detrimento dos interesses do Reino de Deus; no amanhã podereis organizar um grupo contra ti, e por teres usado das "arma carnais" para alcançar seus objetivos, Deus o abandonará à sua sorte.
As maiores divisões em toda comunidade se dão pelo fato da liderança ter seu grupo seleto e menosprezar os demais integrantes. O pastor deve primar por ser "O pastor" da totalidade e não da maioria ou de um grupo.
Os versos 35 a 37 mostram-nos o trágico fim do rei que confiou em seus "Profetas de aluguel", bem como a dispersão de todo o Israel.
3ª) A terceira tática daqueles que "alugam profetas" é ADESTRAR E FORTALECER OS MEMBROS DO GRUPO DE APOIO. O verso 11 diz: "e Zedequias, Filho de Quenaanã , fez para si uns chifres de ferro"…
Faz parte da estratégia selecionar membros importantes e de destaque nacional; Zedequias, filho de Quenaanã… era pessoa tão ilustre que a Bíblia registrou sua descendência, fato que a Bíblia não faz com pessoas comuns, salvo algumas excessões.
O chifre é sinônimo de força quando Jacó estava abençoando os 12 patriarcas, coube como quinhão da tribo de José (Enfraim/Manassés) o poder de rechaçar seus inimigos com "chifres de boi selvagem"Dt.33.17. Zedequias foi preparado, adestrado e instruído para esta hora. Ele sabia o que devia fazer para emudecer a todos que não concordassem com as idéias do "rei". Ele usou "os chifres de ferro" por ser o meio natural de intimidação daquela época. Se fosse hoje, Acabe teria preparado um grupo de "letrados, lingüistas, doutores da lei, oradores profissionais", etc. At.24.1,2. Tais homens seriam dotados de grande capacidade de persuasão para convencerem, pelo bem ou pela força, todos os contradizentes. Seriam profundos conhecedores da "letra" da Bíblia para darem a ela a interpretação que melhor lhes conviesse o momento. Seriam afamados pelos seus fervoroso sermões que fariam delirar os maiores auditórios, mas tudo em favor do "rei".
4ª) A quarta tática é não permitir aos PROFETAS DE DEUS FALAREM. Atentemos para os versos 7 e 8. Jeosafá pergunta: "Não há aqui ainda algum profeta do Senhor, ao qual possamos consultar? Ao que respondeu Acabe: "Ainda há um homem por quem podemos consultar ao Senhor; porém eu o aborreço, porque nunca profetiza de mim bem, mas só mal…
Está evidenciado que não era intenção do Rei Acabe permitir que Micaías falasse. Acabe só desejava ouvir aos que ele tinha a certeza de que fariam conforme o desejo de seu coração. Acabe estava cercado por gente sem escrúpulos que andavam à cata de status; de ninharias burguesianas; de migalhas financeiras," etc.
5ª) A Quinta tática é ENVIAR MENSAGEIROS PARA TENTAR SUBORNAR OS VERDADEIROS PROFETAS, com "acordos" negociatas, arranjos, e coisas semelhantes. O verso 13 diz: "E o mensageiro que foi chamar a Micaías falou-lhe, dizendo: Vês aqui que as palavras dos profetas a uma voz predizem coisas boas para o rei; "SEJA, POIS, A TUA PALAVRA COMO A DUM DELES, E FALE BEM"…
Ora ninguém que esteja nos planos de Deus precisa temer a palavra de um único homem. Talvez ele tenha se lembrado de Elias que sozinho matara 450 profetas de Baal e outros 400 de Asera no Monte Carmelo, e temeu.
Deixemos o VERDADEIROS profetas de Deus falarem! A verdade está com eles! Não adianta taparmos as suas bocas, colocá-los no calabouço (Jr.37.16,17), na casa do cárcere (I Rs. 22.27), mais cedo ou mais tarde eles falarão
6ª) A última tática é tentar DESTRUÍ-LOS. Aqueles que não se VENDEM, não aceitam "negociatas, engodos, tramóias", são difamados e impedidos de falarem, de se manifestarem. O verso 27 mostra que vergonhosamente Acabe agiu, mesmo sabendo que aquele homem estava falando a mensagem de Deus. Ele foi mandado para o cárcere, sofreu fome, sede, humilhação, mas a sua palavra cumpriu-se. Talvez seja esta a razão pela qual os nossos "MICAÍAS" já não estão falando mais, devemos orar por eles.
Amados, não adianta termos um grupo que nos aprova, que nos dê honra, status, dinheiro, etc; o que realmente importa é: ESTARMOS NO CENTRO DA VONTADE DE DEUS E NOS SUBMETERMOS À SUA VONTADE. QUE OS PROFETAS DE DEUS FALEM!
Por: Pr Olivar Basílio

O QUE JESUS REALMENTE DISSE AO CRIMINOSO NA CRUZ?

Lucas 23:42-43“E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso."
Então as pessoas leem o versículo 43 e dizem: “Vê: o ladrão morto estava naquele dia no Paraíso com Jesus.” Contudo, quando você tentar entender esta passagem você deverá levar em conta todas as outras passagens bíblicas a este respeito. A grande esperança dos cristãos não é a morte, mas a ressurreição. Ressurreição é o fio condutor na Palavra de Deus quando se trata da vida após a morte. Eis o que acontece no texto dado acima: Os textos gregos antigos não possuem vírgula ou pontuação. Isto não é uma suposição. É um FATO! Em outras palavras o texto tem essa interpretação porque o tradutor decidiu colocar vírgula antes da palavra “hoje”, causando assim a impressão que Jesus estava prometendo ao ladrão que apesar do fato de ele não ter ainda ressuscitado, ele estaria com Jesus no paraíso naquele mesmo dia. Mas, tal interpretação é, assim acreditamos, falsa com base em dois textos que explicamos abaixo.
“E então estaremos sempre com o Senhor”
A palavra diz muito claramente que para estar com o Senhor necessitamos da ressurreição! Você não “estará com o Senhor” quando morrer. Você estará com o Senhor que ele voltar e você for ressuscitado. De fato, 1 Tessalonicenses 4:16-17 diz:
1 Tessalonicenses 4:16-17“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.”
Como ESTAREMOS (no futuro) sempre com o Senhor? Por meio da ressurreição! Não há outro modo! A menos que queiramos aceitar que Jesus estava dando um favor especial para aquele ladrão, e que a palavra de Deus não foi levada em conta, que ele não precisou de ressurreição para estar com o Senhor, então é óbvio que a interpretação tradicional é falha. Além do mais, como Paulo nos diz em 1 Coríntios 15:51-55:

“Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade. E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória. Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?”
Para ser imortal você deve revestir-se de imortalidade, e isto apenas acontece no soar da última trombeta, na vinda do Senhor. Se após a morte você já for um imortal, então por que você precisaria revestir-se de imortalidade aqui na terra? Também nos diz o Senhor:
João 5:25-29“Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão. Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo; E deu-lhe o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do homem. Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.”

Os mortos estão vivos agora? De acordo com o Senhor, NÃO! É por isso que ele usa verbo no futuro quando diz: “porque vem a hora em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão.” Os mortos não estão vivos agora. Eles viverão naquele dia, “quando todos que estão nos sepulcros ouvirão [futuro] sua voz e sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.”
Jesus mesmo morreu e foi ressuscitado no terceiro dia. Conforme nos diz Paulo citando Davi:
Atos 13:34-37“E que o ressuscitaria dentre os mortos, para nunca mais tornar à corrupção, disse-o assim: As santas e fiéis bênçãos de Davi vos darei. Por isso também em outro salmo diz: Não permitirás que o teu santo veja corrupção. Porque, na verdade, tendo Davi no seu tempo servido conforme a vontade de Deus, dormiu, foi posto junto de seus pais e viu a corrupção. Mas aquele a quem Deus ressuscitou nenhuma corrupção viu.”
Se Jesus não tivesse ressuscitado dos mortos Ele teria certamente experimentado a corrupção. É obvio que Jesus não estava no paraíso (o que é ainda algo future) naquele dia, mas no sepulcro. Ele não poderia de maneira alguma prometer ao ladrão que naquele mesmo dia eles estariam juntos no Paraíso.
O que e onde é o “paraíso”?
A segunda razão desta interpretação falsa é porque “a promessa de Jesus foi sobre o paraíso. Quando ele falou a este respeito, Ele estava respondendo ao pedido do ladrão que disse:
Lucas 23:42“Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.”
Ele certamente ouviu falar da vinda do Reino de Deus. Este era um tema constante dos ensinamentos de Jesus. Então ele conhecia seus ensinamentos. Contudo quando Jesus lhe respondeu, foi sobre esta pergunta. Muitos ficam confusos por causa da tradição que interpreta “paraíso” como um lugar no céu aonde os bons vão após a morte. Mas, paraíso não é nada como isto. Para encontrar o verdadeiro significado de Paraíso necessitamos olhar não para interpretações humanas, mas dentro da Palavra de Deus. Eis que a Palavra não deixa dúvida. Em Apocalipse 2:7 ouvimos Jesus dando a seguinte promessa:
“Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus.”
Assim, a árvore da vida está no meio do paraíso de Deus. A próxima referência à árvore da vida está em Apocalipse 22:1-2, na qual lemos:
Apocalipse 22:1-2“E mostrou-me o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro. No meio da cidade, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações.”
A árvore da vida estava de um lado e de outro do rio, o qual estava fluindo “pelo meio da cidade.” Que cidade? A resposta é dada no livro de Apocalipse 2:1-2:
“E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.”
Então a árvore da vida é parte da nova Jerusalém e portanto parte do novo céu e da nova terra! Agora juntando os ponto: uma vez que a vida está no paraíso de Deus, este paraíso é algo presente? NÃO! Se tornará presente na nova terra! Como Pedro disse:
2 Pedro 3:13“Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.”
Os novos céus e nova terra, e também o paraíso sendo parte desta nova terra, tudo isto está por vir. Estamos esperando por elas! Não há paraíso agora assim como há ainda a nova terra que faz parte dela. Mas haverá! E o paraíso, na nova terra, no novo reino de Deus, nós veremos também como o ladrão arrependido, exatamente como o Senhor lhe prometeu naquele dia:
“Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso”
Esta é forma correta de se interpretar esta passagem.

ESTUDE TEOLOGIA VOCÊ TAMBÉM PODE!
GRAÇA  E PAZ!
DIOGO HENRIQUE
UNIVERSIDADE DA BÍBLIA

A MORTE DE JESUS

Os profetas foram um dos primeiros a escreve que nasceria o messias, aquele que traria uma nova vida ao povo que esta escrevo, por sua vez os Judeus entendia que ele viria para os libertá das nações inimigas, pensava que viria revestida das riquezas deste mundo, mais Deus diz em Isaías 55.8: “Que os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor ”, ou seja, Deus não trabalha com queremos e sim da sua maneira.


Deus estava pensando o que seria do homem depois da morte, porque Adão pecou e todos pecarão, por um só homem entrou o pecado no mundo, e por um homem deviria ser tirado o pecado. Então Deus olhou e viu que não havia nem um justo sobre a terra e mandou o seu filho para este mundo como ovelha para meio de lobos devoradores.

O pecado deixa o homem sem visão de Deus pois, vivem praticando toda sorte de atrocidade, vivendo nos seus próprio desejo da sua carne, como anda a sua vida?

O filho de Deus veio para te dar a vida eterna Mateus 27.45-56:

“E desde a hora sexta houve trevas sobre toda a terra, até à hora nona.
E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?
E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Este chama por Elias,
E logo um deles, correndo, tomou uma esponja, e embebeu-a em vinagre, e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber.
Os outros, porém, diziam: Deixa, vejamos se Elias vem livrá-lo.
E Jesus, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito.
E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras;
E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados;
E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos.
E o centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto, e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor, e disseram: Verdadeiramente este era Filho de Deus.
E estavam ali, olhando de longe, muitas mulheres que tinham seguido Jesus desde a Galiléia, para o servir;
Entre as quais estavam Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu”.

Olha só que Ele passou para te dizer Eu Te Amo filho, não há maior amor do que o que Jesus fez sobre a cruz do calvário, “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3:16

Pois Ele te chama para esta nova vida.

Por Valdeney Bastos

A CURA DE DEZ HOMENS LEPROSOS

Texto de Lucas 17:11-19: E aconteceu que, indo ele a Jerusalém, passou pelo meio de Samaria e da Galiléia; 
E, entrando numa certa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez homens leprosos, os quais pararam de longe; 
E levantaram a voz, dizendo: Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós. 
E ele, vendo-os, disse-lhes: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes. E aconteceu que, indo eles, ficaram limpos. 
E um deles, vendo que estava são, voltou glorificando a Deus em alta voz;
E caiu aos seus pés, com o rosto em terra, dando-lhe graças; e este era samaritano. 
E, respondendo Jesus, disse: Não foram dez os limpos? E onde estão os nove? 
Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro? 
E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou. 
Nesta narrativa bíblica descrita por Lucas, relata a triste vida de dez leprosos, o homem que tinha lepra ele ficava longe do convívio social, longe até mesmo da família e amigos, a pessoa passava e ser chamado de leproso perdendo a sua identidade.
Estavam condenados a morrer leproso, mais estes homens tiveram a oportunidade de serem restituídas as suas identidades. Na história lida podemos entender que eles conheciam de ouvir que Jesus realizava milagre, então de longe sem poder se aproximar começaram a gritar: Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós.
Vendo aqueles homens a grita por socorro, imagine os gritos deles de desespero, pois para eles poderia ser a única oportunidade de serem curados e dela acontecer por intermédio do mestre. Então lhes disse: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes.
“Esta será a lei do leproso no dia da sua purificação: será levado ao sacerdote,” 
Jesus os enviou aos sacerdotes, imediatamente obedeceu à ordem “E aconteceu que, indo eles, ficaram limpos.” Ido eles se apresentar aos sacerdotes perceberam que estavam limpos, e um deles vendo que curado estava voltou para glorifica a Deus.
Nada e impossível para Deus, ele pode muda a sua vida como ele mudou a vida destes homens, a sua poderá ser transformada por este poderoso Jesus que venceu a cruz.
Que o Senhor o abençoe em nome de Jesus!

Por: Valdeney Bastos